terça-feira, 22 de abril de 2014

R10 BLINDADOS

Aposentado dos gramados agora divide suas atividades entre a presidência do Mogi Mirim e a firma no ABC paulista

Divulgação/R10 Blindados
Rivaldo tem loja de blindados em São Caetano
O medo e a insegurança de viver nas grandes cidades motivou o ex-jogador Rivaldo a investir numa empresa de blindagem de carros em São Caetano. Ele conta que desde 1994, quando foi assaltado em São Paulo, cultiva o sonho de ter uma empresa do ramo. Agora, aos 41 anos e com o fim da sua carreira como jogador, ele pode se dedicar tanto à empresa como ao Mogi Mirim, time que preside desde os tempos de atleta. 
"A carreira de jogador é curta e chega uma hora que você tem que pensar lá na frente, no futuro dos seus filhos e netos e, também, encontrar uma atividade que te dê prazer na rotina. Escolhi o segmento de blindados porque adoro carros, como todo homem. E, é claro, por causa dos bons ventos do setor de blindagem”, disse Rivaldo.
O ex-jogador conta que em 1994, quando jogava no Palmeiras, foi assaltado, e o crime não se consumou apenas porque o bandido o reconheceu. Mesmo assim, o susto foi muito grande. "Sofri um assalto em 1994 e fiquei bastante abalado, tanto que comecei a usar apenas carros blindados. Na época, um dos assaltantes me reconheceu e desistiu. Este tempo todo fui gostando cada vez mais do ramo e sempre incentivava meus amigos a usarem carros blindados também", disse. "Acredito que a blindagem é uma estratégia muito eficiente para quem quer proteger sua família da violência".

Nenhum comentário:

Postar um comentário